28 Artigos

Projeto 28 Artigos da breve exposição das doutrinas fundamentais do cristianismo.


Artigo 28 – O destino final dos homens

Artigo 28: “Vem a hora em que os mortos ouvirão a voz do filho de Deus e ressuscitarão: os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro. Os crentes que nesse tempo estiverem vivos serão mudados e sendo arrebatados estarão para sempre com o Senhor”. “Os outros também ressuscitarão, mas para a condenação.”


Artigo 26 – A ceia do Senhor

Artigo 26: “Na Ceia do Senhor como foi instituída por Nosso Senhor Jesus Cristo, o pão e o vinho representam vivamente ao coração do crente, o corpo que foi morto e o sangue que foi derramado no Calvário. E participar do pão e do vinho representa o fato de que a alma recebeu seu Salvador. O crente faz isto em memória do Senhor, mas é da sua obrigação examinar-se primeiro, fielmente, quanto à sua fé, seu amor e seu procedimento”.


Artigo 25 – O batismo cristão

Artigo 25: “O batismo com água foi ordenado por nosso Senhor Jesus Cristo como figura do batismo verdadeiro e eficaz, feito pelo Salvador, quando envio o Espirito Santo para regenerar o pecador. Pela recepção do batismo com água a pessoa declara que aceita os termos do pacto em que Deus assegura aos crentes as bênçãos da salvação”.


Artigo 22 – Sacerdócio dos crentes e o governo da igreja

Artigo 22: “Todos os crentes sinceros são sacerdotes para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus, por Jesus Cristo, que é o Mestre, Pontífice e único Cabeça da sua igreja. Mas como Governador da Sua Casa estabeleceu nela diversos cargos como de Pastor, Diácono e Evangelista. Para eles escolhe e habilita, com talentos próprios, aos que Ele quer para cumprirem os deveres destes ofícios, e quando existem, devem ser reconhecidos pela igreja como preparados e dados por Deus”.


Artigo 21 – A obediência dos crentes

Artigo 21: “Ainda que os salvos não obtenham a salvação pela obediência à lei senão pelos merecimentos de Jesus Cristo, recebem a lei e todos os preceitos de Deus como um meio pelo qual Ele lhes manifesta sua vontade sobre o procedimento dos remidos e guardamos tanto mais cuidadosa e gratamente por se adiarem salvos de graça”.


Artigo 20 – O crente e sua igreja

Artigo 20: “É de obrigação aos membros de uma igreja local reunirem-se para fazer orações e dar louvores a Deus, estudarem Suas palavras, celebrarem os ritos ordenados por Ele, valerem uns aos outros e promoverem o bem de todos irmãos, receberem entre si como membros aqueles que o pedem e que parecerem verdadeiramente
filhos de Deus pela fé, excluírem aqueles que depois mostram, pela desobediência aos preceitos do Salvador, que não são de Cristo, e procurarem o auxílio e proteção do Espírito Santo em todos os seus passos”.


Artigo 14 – A obra do Espírito Santo no pecador

Artigo 14: O Espírito Santo enviado pelo Pai e pelo Filho usando das palavras de Deus, convence o pecador dos seus pecados e da sua ruína, mostra-lhe a excelência do Salvador, move-o a arrepender-se, a aceitar e a confiar em Jesus Cristo. Assim produz a grande mudança espiritual chamada “nascer de Deus”. O pecador nascido de Deus está desde já perdoado, justificado e salvo; tem a vida eterna e goza das bênçãos da salvação.